Arquivo da categoria: Câmeras de segurança

tudo sobre câmeras de segurança para sistema de CFTV.

Como Instalar Câmeras de Segurança Residencial em 7 Passos

7 passos simples para aprender como instalar de câmera de segurança na TV no PC e no Celular via Internet. Curso rápido para iniciantes, quem deseja instalar sozinho e entender como funciona um circuito fechado de TV com DRV, e acesso vis internet. Vamos lá!

1º Passo: Preço de Kits e Câmeras de Segurança
2º Passo: Ambiente que serão Monitorados
3º Passo: Especificações técnicas
4º Passo: Passagem de Cabos
5º Passo: Fixar câmeras e Ligar conectores
6º Passo: Configuração de DVR ( Gravador de Imagens)
7º Passo: Configurar acesso remoto via Internet

 

Sabemos que pode custa caro montar um sistema de monitoramento por câmeras de segurança, por isso fizemos este mini curso básico de câmeras de segurança. Dicas e orientações sobre modelos, equipamentos de gravação, cabeamento e configuração final.

Atenção!!! Caso não se sinta confortável ou em condições de escolher suas câmeras, projetar suas posições estratégicas ou fazer a instalação e as configurações de acesso via internet ou ver em sua TV. Avalie contratar os serviços de uma empresa especializada em CFTV  Câmera de segurança  residencial e empresarial.

Aqui no Rio de Janeiro existem grandes distribuidores de equipamentos de segurança com a SEG segurança, Intelbras, Verisure e outros. Nós trabalhamos com estes fabricantes e temos os melhores profissionais técnicos em segurança eletrônica atuando aqui no Rio de Janeiro.

Feita as devidas ressalvas, vamos por as mãos na massa e instalar nosso sistema de câmeras.

1º passo

Defina o Preço do sistema de câmera de segurança de acordo com seu orçamento

Cada um tem a sua realidade econômica, encontre um projeto que fique dentro do seu orçamento. Existem Kits (combos) que são vendidos, encontrados facilmente em lojas do ramos e principalmente pela internet, o Mercado Livre é um bom exemplo se você não sabe por onde começar a orçar os melhores preços e equipamentos.

Lembre-se que não é fácil achar o melhor equipamento pelo menor preço, porem não é tão difícil achar o melhores sistemas pelo melhor valor. Pesquise bastante antes de comprar, a qualidade dos periféricos afetam diretamente a qualidade do resultado  final, dedique um tempo apenas isso.

Dicas do técnico: Projetos simples residenciais Compre um Kit CFTV completos. Projetos onde a segurança é o fator principal, contrate uma empresa especialista no assunto, lembre-se com segurança não se brinca.

Qual o melhor, um Kit CFTV ou comprar suas comeras de segurança Individualmente?

Os Kits de câmeras de segurança geralmente são montados com DVR (podem vir com o HD ou não), Câmeras Infravermelha, cabos e fontes de alimentação. Sua vantagens são: Compatibilidade dos produtos, Conectores já vem prontos e a garantia em um só lugar, é ideal para o consumidor que prefere um sistema básico que funcione e seja o mais fácil possível de instalar.

Adquirir suas câmeras de foram Individual é um pouco mais difícil, porem é más é eficiente, desta forma você consegue adquar as especificações técnicas  de acordo com as características de cada ambiente.

Independe de escolher entre comprar um KIt de câmera de segurança pronto ou individualmente, saiba que um bom sistema de monitoramento  pode custa entre algumas centenas a mais 1 mil  Reais ( BRL ).

Dica do técnico: Comprar um Kit CFTV completo sai mais barato do que comprar as câmeras individualmente

 

2º Passo

Avalie a infra estrutura dos ambientes  a serem monitorados

Entende-se por infra estrutura qualquer tubulação, canaletas , conduíte, forros de gesso ou PVC e sótãos, ou seja tudo por onde fo possível embutir ( esconder) os cabos  que são conduzido até o DVR para gerenciamento das imagens ou TV apenas para visualização.

Uma excelente alternativa a falta da estrutura é a fixação externa ( aparente) dos cabos, com fixador e buchas utilizando uma maquina de furar, também é possível fazer uso de uma Pistola de cola quente (pistola que utiliza bastões de silicone que são aquecido pela resistência da pistola tornado-os líquidos e quentes por alguns segundos, endurecendo logo em seguida e unindo as partes ).

Dicas do técnico: Planeje os conduítes embutidos na parede, não sendo possível , use canaletas fixadas com buchas e parafusos

 

3º Passo

Defina as especificações técnicas de acordo com o local

Tão importante quanto a instalação é adequar o sistema ao ambiente, cada lugar é único e tem particularidades singular. Detalhe importante como a incidência de sol, pela manha ou a tarde, a existência de luz artificial, altura, largura e comprimentos dos cômodos  são importantíssimos para determinar o ângulo ( Grau ) correto das comeras e as lentes  mais apropriadas para aquele lugar

Deste modo dentro do mesmo sistema podemos utilizar diferente  tipos de câmeras de segurança para alcançar o melhor resultado em cada situação. Os DVRs atualmente já suportam câmeras IPs, Digital, Analógica e Hd, todas no mesmo sistema, facilitando a adaptação da captação das imagem de acordo com cada ambiente monitorado.

Câmeras com fio ou sem fio?

Câmeras sem Fio: Nenhuma câmera é totalmente sem fio, pois é necessário alimentação elétrica, ou seja se não tiver uma tomada ou fio com tensão por perto será necessário passa este fio. Outra questão importe é o sinal, quanto mais distante do DVR mais fraco é o sinal sofrendo interferências e queda na qualidade das imagens. Em geral as câmeras de segurança  sem fios são Ips e muito utilizada em computadores de forma individual e raramente  formam um sistema completo.

As Câmeras com fio tem a necessidade de passar os cabos e faze-los convergir ate o DVR ( Digital Vídeo Record ), esta é uma dificuldade comum nesta tipologia de instalação, porém a segurança, durabilidade e qualidade na recepção das imagem fazem com que a grande maioria dos projetos de CFTV sejam implantados com cabeamento coaxial 4mm ou cabo UTP com uso de “baluns”.

Recursos básicos de fabrica: Infravermelho e sensor de movimentos.

Sensor de movimente e visão noturna infravermelho são requisitos básicos, o difícil hoje em dia é acha uma câmera qua não tenha estes recursos, basicamente a tecnologia é que diferencia uma câmera infra vermelho com sensor de movimento, ela pode ser Analógica, Digital (HD) ou IP , mas com certeza estes recursos estão presentes.

Câmeras internas geralmente são do tipo “domi” é não suportam a exposição ao sol e chuva e lugares úmidos. Para uso externos são indicadas as câmeras bullet ou ” canhao”, essas são seladas com estrutura em aço ou plástico e são resistentes as intemperes ,ideal para uso em áreas externas

Dicas do Técnico: Escolhas as câmeras com fio, é mais seguro.

4º passo

Comece a passagem dos cabos e infraestrutura

podemos usar os cabos  UTP( cabo de rede) ou cabos coaxial 4 mm, ainda temos a opção dos cabos “manga” que são totalmente flexíveis e de menor espessura. A passagem dos cabos esta ligado diretamente ao tipo de cabo e infraestrutura do local.

Nas tubulações e conduítes utilizamos o passa fios ( guia) .As canaletas são fixadas nos rodapés em seu interior é coloca os cabos em seguida fechasse com as tampas das canaletas.  A passagem pelo gesso( forro ) ou por assoalhos ( Piso 0 é feita através de vistas. As opções mais praticas e fáceis quando não há estrutura para receber o sistema de câmeras é a fixação com buchas ou colados com silicone quente. geralmente esta opção é para cabos fixado no alto dos cômodos próximos ao teto.

Dicas do  técnico: Planeje as tubulações na fase do projeto ou obra do local, embutido é bem melhor e mais seguro. prefira o cabo coaxial .

 

5ºPasso

Faça a fixação das câmeras e ligação dos conectores de vídeo e alimentação

A fixação da câmeras de segurança devem ser feitas com buchas e parafusos. Não use cola, não use abraçadeiras nem outros tipo de improviso. A foram correta de instalar é furando a superfície a  fixando firmemente no local escolhido. Leve en consideração testar previamente como fica a imagem naquele local escolhido para fixar sua câmeras. Em seguida cuide do conectores.

As câmeras já vem com conectores de vídeo e de alimentação no padrão BNC macho e P4 Fêmea, sendo assim você terá apenas que confeccionar ( no caso de não ter comprado um KIT pronto ) a ponta do cabo coaxial, se escolheu o cabo de rede não será necessário confeccionar a parte do vídeo pois o Balun é feito com este conector , para isso será necessário uso de chave philips, estilete e alicate de corte com bico.

Para a alimentação  utilize as fontes 12 v com no mínimo 500 Ma. Existem fontes de maior amperagem com varias saídas para você ligar cada câmera separadamente

Dica do técnico: Se você é iniciante use cabo de Rede UTP Cat 5 de 42 pares com adaptador Balun  nas duas pontas com adaptador P4 Macho no lado da câmera e um adaptador P4 Fêmea do lado do DVR

 

6ºPasso

Configure o gravador de imagem DVR ou PC para armazena as imagens de cada câmera

O DVR é o personagem principal deste sistema, sem ele não estaríamos tão avançados em termos de monitoramento de imagens e armazenamento. Nos sistemas antigos as imagens eram gravadas no HD do computado que dividia seu espaço com o sistema operacional e o usuário. O DVR ) Gravado Digital de Vídeo) é autônomo, funciona sem intervenção humana e armazena grande quantidade de gravações com ótima qualidade de resolução.

Para configurar o DVR é necessário conectar um monitor em sua saída VGA  ou HDMI para visualizar sua área de configuração. Em seguida é possível ajusta hora , data, nomear câmeras, formatar HD e selecionar a resolução de cada câmera, assim como o ajustes finos em câmeras individualmente.

Dicas Do Técnico:  Placas de capturas para PC é um sistema obsoleto, sempre use um DVR, de referencia aos Tribridos.

 

7º de acesso local e remoto para ao sistema de monitoramento pelo celular ou no computador.

A parte final de nosso sistema de câmeras monitoradas é feita com a configuração de acesso remoto via interne ou ate mesmo dentro da rede local. Esta função é muita importante pos dá acesso ao usuário diretamente dos seu dispositivos onde quer que eles estejam.

Atualmente há 2 formas para configurar o acesso remoto DVR

      • O DVR deve estar ligado a rede local com acesso a internet. Os dispositivos da rede( Modens e roteadores ) devem liberar as portas utilizadas pelo DRV  e deve ser criador um endereço DNS para acessar o DVR. Você registra um endereço ( domínio) no DYNDNS por exemplo, e devidamente pago é claro. Existem outras opções guaritas como o NO-IP.
      •  Esta sem duvidas é a melhor opção, sem precisar configura nada na rede local o usuário faz a leitura do QR CODE fixado no DVR com o aplicativo instalado em seu dispositivo e pronto, basta preencher seu login e senha e já esta visualizando as câmeras no qual possui acesso.

Dicas do técnico: De preferencial por DVR e Câmeras que possuem serviços de CLOUD de visualização, que não precisam configurar outros dispositivos de rede para ter acesso remoto as imagens, basta apenas ler o QR Code.